top of page

 

 

Estamos almoçando num quarto de hotel em São Paulo, horas antes de uma apresentação num centro de convenções. Algumas questões vêm a minha cabeça, É possível saber quem ele é pela dança que faz? O que ele pensa coincide com o que ele dança? Onde?

Direção e concepção 

 Bruno Beltrão


Coreógrafos

Eduardo Hermanson e Rodrigo Bernardi 


Assistente de coreografia

Marta Nunes


Pesquisa de movimento e interpretação  

Eduardo Hermanson


Trilha sonora

Eduardo Hermanson e Bruno Beltrão


Iluminação | light design:

Renato Machado


Apoios | support

Prefeitura de Niterói e SESC Niterói

Arte e fotografia

Thiago Hortala 


Agradecimentos especiais

João Marcos Beltrão e Norma Cássia Beltrão

 

"O solo "Eu e meu coreógrafo no 63", interpretado por Eduardo Hermanson, no qual as confidências servem de trilha sonora, brilha como um diamante negro. O dançarino mistura movimentos do hip hop até extrair um gestual eruptivo e intimamente selvagem. Seu corpo é uma prisão de virtuosidade do qual ele tenta escapar. Seu combate se revela suntuosamente emocionante."

 

Le Monde


Le monde
 

bottom of page